Centro de internação de menores será reativado em Bom Despacho

 Preocupados com os casos de violência com participação de menores, autoridades locais reuniram-se dia 11 de março na Prefeitura para discutir soluções para o problema.

No encontro ficou definida a reforma imediata do prédio onde ficavam apreendidos os menores dentro da cadeia pública, na avenida Dr. Roberto. O local está desativado desde que um motim resultou na sua destruição. Hoje, apenas mulheres e presos albergados ficam no local.


Com isso, os menores apreendidos praticando crimes são levados à Delegacia de Polícia e depois são soltos porque não há lugar para onde encaminha-los. O menor, sentindo-se impune, volta a cometer outros crimes.

Na reunião ficou decidido que o prédio que está desativado vai ser reformado para servir de centro de internação provisória dos menores. A reforma será custeada com recursos da Prefeitura, da Câmara Municipal e do CONSEP. No mesmo dia uma equipe da Prefeitura foi à cadeia fazer o planejamento da reforma, que tem previsão de início ainda este mês.

Participaram do encontro o prefeito Fernando Cabral, o juiz João Batista Simeão da Silva, o promotor Giovani Avelar, o comandante do 7º BPM, tenente-coronel Wagner Soares dos Santos, o delegado regional Ivan José Lopes, o presidente da Câmara, João Maurício da Silva, o delegado Fábio Henrique Xavier e o presidente do Conselho de Segurança Pública, Lúcio Fidelis.


Fonte: Jornal de Negócios

Nenhum comentário