Encontrado corpo de ladrão de banco de Riachinho que pulou de ponte em fuga

Segundo balanço da PM divulgado na noite desta terça-feira, sete pessoas foram presas, sete armas apreendidas e R$ 287 mil recuperados.
A Polícia Militar (PM) segue com o cerco fechado para prender uma quadrilha que atacou duas agências bancárias na cidade de Riachinho, Região Noroeste de Minas Gerais, na última sexta-feira. Na tarde desta terça-feira, o corpo de um dos bandidos, que havia pulado de uma ponte para fugir dos militares durante uma troca de tiros nesta manhã, foi encontrado. Na ocasião, um comparsa dele foi morto e outros dois presos. Na segunda-feira, outras três pessoas foram detidas por envolvimento no crime.  

O criminoso encontrado nesta tarde estava junto com quatro homens que investiram contra um posto de interceptação da polícia montado perto da ponte do Rio Urucuia na madrugada. O grupo tentava fugir da mata onde eles se esconderam depois do crime. Houve uma troca de tiros com a polícia e um dos suspeitos foi morto. O outro homem baleado pulou da ponte, que tem cerca de 15 metros de altura, e desapareceu nas águas do rio.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu encontrar o cadáver, que estava com uma mochila nas costas. Uma equipe da Polícia Civil fez a perícia e o corpo foi levado para Unaí, onde será necropsiado.

As buscas são feitas desde a manhã do último dia 7. Neste dia, pelo menos oito homens em dois carros chegaram na cidade atirando e invadiram as agências do Banco do Brasil e Sicoob. Usando luvas e toucas, eles renderam o gerente do Sicoob e o obrigaram a entregar R$ 150 mil. o bando ainda fize cinco pessoas reféns e as libertaram na saída da cidade. Além dos dois carros, eles roubaram uma caminhonete de uma das vítimas para usar na fuga. Os veículos foram incendiados em uma estrada de terra e, após isso, a polícia suspeitou que os homens estivessem escondidos em uma mata a seis quilômetros da cidade. 



No mesmo dia, vários policiais da cidade e de municípios vizinhos começaram o rastreamento no matagal. De acordo com o coronel Cícero Leonardo, comandante da 16ª Região da Polícia Militar, a aeronave da Polícia Militar fez um voo rasante na mata no local onde os criminosos estavam escondidos. Assustados, a quadrilha fugiu deixando armas e comida para trás.

No domingo, os militares encontraram dois carregadores de uma pistola e algumas células embaixo da ponte do Córrego do Amendoim. Foram feitas buscas na região e um assaltante acabou encontrado, quando confundiu uma viatura da PM com um carro que iria resgatá-lo. Outros dois homens, que teriam ido à mata para resgatar os criminosos, também foram presos.

Segundo balanço da PM divulgado na noite desta terça-feira, sete pessoas foram presas, sete armas apreendidas e R$ 287 mil recuperados.Fonte EM.

Nenhum comentário