Grupo de detentos inicia curso de qualificação em Lagoa da Prata

Internos da Apac aprendem a trabalhar com panificação.
Outras atividades como marcenaria e montagem também são praticadas.

Várias atividades são desenvolvidas com detentos
(Foto: Prefeitura Lagoa da Prata/Divulgação)

Um grupo de detentos que cumpre regime fechado e semiaberto na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Lagoa da Prata iniciou, na última semana, um curso de qualificação em panificação. As atividades são oferecidas aos internos e tem duração de três meses. Ao todo, 16 pessoas participam do projeto, que acontece na padaria a Associação. A produção é destinada a Apac e empresas da cidade. Além da chance profissional, eles recebem ajuda de custo.
Atualmente, outros cursos também são desenvolvidos, já que, segundo a diretoria da Apac, dentro da unidade os reclusos têm a obrigação de exercer algum tipo de trabalho, seja artesanal, limpeza e até mesmo administrativo, ajudando nas tarefas diárias.
Dentro do regime fechado, em parceria com uma empresa do município, 11 recuperandos estão fazendo montagem de rodas de bicicletas. A Apac também desenvolve na unidade trabalho de marcenaria e fábrica blocos de construção.

Para o detento Marcos Jose, o trabalho é um grande beneficio. “Para nós é uma valorização e desperta a vontade de trabalhar. Uma empresa acreditar em nós é muito bom, além de gerar renda”. Os cerca de R$ 300 que eles recebem pelo trabalho ajuda a família e também é utilizado na compra de matérias de higiene pessoal.

 
 G1 Centro-Oeste de Minas

Nenhum comentário