Acidente entre van e carro deixa 14 feridos na MG-170 em Moema, MG

Quatorze pessoas ficaram feridas em um acidente com dois veículos nesta quarta-feira (25) no trevo da MG-170 com a BR-262 em Moema. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR), o motorista de uma van escolar, que levava estudantes para a faculdade, perdeu o controle da direção do veículo e bateu de frente com um carro que estava na direção contrária.

De acordo com a PMR, o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer as vítimas. Os ocupantes da van tiveram ferimentos leves e foram liberados. Já os dois passageiros do carro ficaram presos às ferragens e foram encaminhados em estado grave para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Uma dessas vítimas é o pároco da cidade de Bom Despacho, Fernando Rodrigues.

 A pista ficou interditada por cerca de três horas. A perícia foi acionada a comparecer no local.








Tamanduá causou acidente com van, diz motorista

Causou muita comoção o acidente ocorrido na quarta-feira, 25/6, com o padre Fernando Rodrigues de Melo, 48 anos, pároco da paróquia de São José. Em decorrência do desastre, ocorrido na MG-170, entre Moema e a BR 262, faleceu José Ilson Costa (Menguele), 47 anos, que estava no carro com o padre.

O acidente ocorreu quando o motorista de uma van Fiat Ducato, que trazia estudantes de Lagoa da Prata para a Unipac, perdeu o controle da direção e bateu de frente com o Fiat Uno dirigido pelo padre Fernando. Segundo o motorista da van, ele perdeu o controle do veículo após atropelar um tamanduá bandeira que atravessou repentinamente a rodovia.

Os passageiros da van, que tiveram ferimentos leves, foram levados para Lagoa da Prata. O padre Fernando e o passageiro José Ilson ficaram presos nas ferragens e só foram retirados pelos Bombeiros. Como estavam em estado grave foram levados para o Pronto Atendimento de Bom Despacho. José Ilson estava com fraturas expostas.

O socorrista Pedro Ivo Castro da Costa, que ajudou no atendimento das vítimas, afirmou para o Jornal de Negócios que por pouco o desastre não se transformou numa tragédia de grandes proporções. “Pouco atrás do Fiat Uno vinha uma carreta bi trem que conseguiu parar em cima do local do acidente. Por pouco ela teria passado em cima do Uno e da Ducato onde estavam 14 estudantes, causando muito mais mortes”, afirmou.

José Ilson faleceu no Hospital João XXIII

O passageiro José Ilson deu entrada no Pronto Atendimento às 20h30m com fraturas expostas e muito sangramento. Ele ainda estava consciente e respondendo aos médicos. No entanto, seu quadro era muito grave devido à hemorragia interna. Mesmo recebendo transfusão sanguínea José Ilson teve uma parada cardíaca dentro do PA. Ele foi ressuscitado e estabilizado. Por volta de meia noite José Ilson foi transferido numa ambulância UTI para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde acabou falecendo devido a nova parada cardíaca ocorrida uma hora após ele entrar naquele hospital.

O padre Fernando Rodrigues também foi atendido no PA com muitas escoriações. Seu quadro clínico era estável mas ele apresentava confusão mental. Por isso foi transferido para o hospital Unimed, em Belo Horizonte, para realizar exames mais complexos.


Fonte de informação: G1 Centro Oeste MG e Jornal de Negócios Bom Despacho(joneg.com.br)
Fotos: Ronaldo Santos

Nenhum comentário