Novo comandante da 7ª RPM é anunciado em Divinópolis

Coronel Laércio dos Reis Gomes irá comandar a PM na região. Novo comandante fala sobre desafios na região.
Coronel Laércio dos Reis Gomes irá comandar a PM na 7 região.
A 7ª Região da Polícia Militar (7ª RPM) de Divinópolis , que abrange 50 cidades do Centro-Oeste, tem um novo comandante. O coronel Laércio dos Reis Gomes assume o comando com a aposentadoria do também coronel Eduardo Campos. Além desta mudança, também foram oficializadas trocas de comando em outras três unidades.
No 7º Batalhão da Polícia Militar (7ºBPM) de Bom Despacho,assumiu o tenente-coronel Rodrigo Teixeira. A 7ª Companhia de Missões Especiais (7ª CIA Mesp) passa a ser comandada pelo tenente-coronel Marcelo Augusto. E a 7ª Companhia de Meio Ambiente e Trânsito (7ªCia PM Ind Mat), terá o major Elson Andrade.
O coronel Laércio dos Reis falou sobre os desafios do novo posto e principais pontos de atenção. “Sabemos que temos muitas questões para serem trabalhadas para a comunidade local. Temos um número elevado de furtos de veículos, estamos avaliando e sabemos que algo precisa ser feito em torno da questão. O veículo é um bem que hoje é de fácil acesso à população, então aumenta a disponibilidade até para o trabalho para o criminoso também obter o veículo em situação delituosa. Vamos estabelecer uma força tarefa para trabalhar com o roubo de veículos e outros crimes que merecem atenção. O foco é reduzir os índices de criminalidade e aumentar a segurança da população”, explicou.
Ainda de acordo com o coronel, Minas Gerais estabeleceu um número de municípios que apresentam aumento nos índices de criminalidade. Ele afirma que diagnósticos são feitos para realizar o direcionamento para determinados crimes. “No último ano, o Estado de Minas Gerais estabeleceu uma lista de 14 municípios que merecem maior atenção. Divinópolis e Nova Serrana fazem parte destes municípios cujos crimes aumentaram. Estamos fazendo uma avaliação para medir os desafios e o que temos de trabalho para podermos direcionar nossos esforços”, afirmou.
Outro desafio que será enfrentado pelo comandante será a diminuição do efetivo da PM. Segundo o coronel, a redução tem criado uma vulnerabilidade para a atuação de criminosos nas cidades da região. "Não temos alternativas a curto prazo para aumentar este efetivo, então acaba criando uma vulnerabilidade para os crimes. Mas vamos estudar todas as possibilidades para atendermos todas as cidades para obtermos informações de crimes que estão ocorrendo na região por conta desta vulnerabilidade", finalizou. Fonte: G1

Nenhum comentário