Militares em formação dão exemplo de solidariedade durante campanha de doação de sangue em Bom Despacho

Na manhã do dia 21 de Março de 2017, trinta e seis dos cinquenta e nove alunos do Curso de Formação de Soldados (CFSd) participaram de uma campanha de doação de sangue, promovida pela Associação de Doadores de Sangue de Bom Despacho (ADSBD).

"O hábito de doar sangue requer responsabilidade, compromisso e, principalmente, solidariedade. O ato beneficia não apenas pacientes e hospitais, mas toda a população que, a qualquer momento, pode necessitar do procedimento transfusional. Quem não pode doar também pode dar sua contribuição, conscientizando outras pessoas sobre a importância e necessidade desse grande gesto",afirmou a Polícia Militar.

Para reforçar este ato tão nobre, o Centro Oeste em Destaque traz algumas informações importantes:

Quem pode doar: 
Pessoas entre 16 e 69 anos. Mas atenção: se o candidato à doação de sangue tem entre 16 e 17 anos ou mais de 60 anos, é importante conhecer as normas e documentos necessários para doação de sangue. Os demais critérios são válidos para todos.
  • Quem tem e está com boa saúde;
  • Quem pesa acima de 50 kg;
  • Quem dormiu bem na noite anterior à doação;
  • Mulheres, mesmo se menstruadas ou em uso de anticoncepcionais

Quem não pode doar:
  • Quem teve hepatite após os 11 anos de idade, exceto se tiver comprovação laboratorial da época em que a pessoa tratou da hepatite A (IgM positiva).
  • Quem teve exposição a situações de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis nos últimos doze meses;
  • Quem teve gripe, resfriado ou diarreia nos sete dias anteriores à doação;
  • Quem ingeriu bebida alcoólica nas últimas 12 horas anteriores à doação;
  • Quem já usou alguma vez drogas injetáveis;
  • Quem apresenta ferimento ainda não cicatrizado;
  • Quem estiver grávida ou em período de amamentação. Após o parto normal é necessário aguardar três (3) meses e após cesárea, seis (6) meses;
  • Quem fez qualquer exame ou procedimento endoscópico nos seis (6) meses;
  • Quem fez cirurgia por laparoscopia nos últimos seis (6) meses;
  • Quem fez tatuagem nos últimos 12 meses;
  • Quem fez tratamento dentário recente (a pessoa pode ser impedida de doar por um período de 1 a 30 dias, conforme o caso);
  • Quem fez piercing nos últimos 12 meses anteriores à doação. Piercing localizado em área genital ou na boca, somente poderá ser lçiberada a doação após 12 meses da sua retirada.
Para doar, o candidato não pode estar em jejum. Se a doação de sangue for feita pela manhã, é preciso que o candidato à doação tenha se alimentado. Após o almoço ou ingestão de aliemntos gordurosos, deve-se esperar três horas.

O prazo mínimo entre uma doação de sangue total e outra é de 60 dias, para os homens, e 90 dias, para as mulheres. Para doadores com idade acima de 60 anos, o intervalo é de seis meses.

O material utilizado para a coleta do sangue é descartável e não há risco de se contrair doenças. A cada nova doação, o candidato passará por nova triagem clínica e o sangue será submetido a rigorosos testes laboratoriais.

Antes da doação, o candidato passa por triagem clínica e só doa sangue quem estiver em boas condições de saúde.

Valor da taxa: Não se aplica

Documentos necessários:
  • Documento original e oficial de identidade que contenha foto, filiação e assinatura: carteira de identidade,
  • Carteiras de Conselhos de Classe reconhecidos oficialmente,
  • Carteira de Trabalho,
  • Certificado de Reservista,
  • Carteira Nacional de Habilitação.
Em Bom Despacho, a sede da associação dos doadores fica situada à Rua Olegário Maciel, n 831, Centro. Mais informações no telefone (37)3521-3275.





Nenhum comentário