Atlético sofre, mas vence Libertad e assume liderança provisória do Grupo 6 da Libertadores

Foi difícil, mas o Atlético conseguiu dar o troco no Libertad, do Paraguai, após perder em Assunção, na semana passada. Na noite desta quarta-feira, no Independência, o time alvinegro encurralou o adversário, encontrou muitas dificuldades para concluir as jogadas, mas acabou fazendo os gols na etapa final e venceu por 2 a 0. Robinho, aos 26 minutos, e Cazares, aos 43, marcaram os gols atleticanos.

Com o triunfo, o Galo reassumiu a liderança do Grupo 6 do torneio internacional, com sete pontos, à frente do Godoy Cruz no saldo de gols. Nesta quinta-feira, os argentinos visitam o Sport Boys, na Bolívia, que somam um ponto. Se empatarem, os hermanos retomam a primeira posição da chave. O Libertad segue em terceiro, com quatro.

Agora, o Atlético se concentra apenas para o primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro contra o Cruzeiro, domingo, às 16h, no Mineirão.

O jogo

No primeiro tempo, o Atlético mostrou a raça que a torcida vem pedindo e controlou a partida, porém encontrou dificuldades para concluir o último passe para furar a defesa paraguaia. Assim, só criou duas chances claras, ambas em bola parada com Otero. Aos 12 minutos, o meia cobrou falta da esquerda com força, o goleiro Muñoz rebateu e bola voltou nos pés de Fred, que pegou no susto e mandou nas redes pelo lado de fora. Aos 43, o venezuelano bateu falta da intermediária e acertou o travessão.

Durante a etapa inicial, os jogadores do Atlético reclamaram bastante do árbitro colombiano Wilson Lamouroux, que deixou de marcar algumas faltas para o time mineiro e não coibiu com cartão amarelo chegadas mais ríspidas dos atletas do Libertad.

No segundo tempo, o Atlético seguiu pressionando e chegou com perigo mais rápido. Aos 7 minutos, Léo Silva aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou forte, mas parou no goleiro Muñoz, que se esticou para mandar para fora. Mas foi só.

O Libertad resolveu sair de trás e quase abriu o placar aos 18 minutos. A bola chegou dentro da área até Aquino, que ficou cara a cara com Victor e bateu, mas goleiro atleticano fez bela defesa salvando o Galo.

Mas depois de passar alguns sustos na defesa, o Atlético enfim conseguiu marcar. Aos 26 minutos, Fred recebeu na entrada da área, fez o pivô e tocou para Robinho, que passou livre pela direita e finalizou cruzado no cantinho.

Depois do gol, o Atlético ganhou espaços para atacar e por pouco não fez o segundo. Fred recebeu de Cazares, fintou a marcação e bateu rente à trave esquerda.

No entanto, o segundo gol atleticano acabou saindo aos 43 minutos. Marcos Rocha tocou para Fred, que passou para Rafael Moura que bateu para defesa de Muñoz. No rebote, Cazares chegou chutando para o fundo das redes.

Nos acréscimos, Victor fez mais uma boa defesa, evitando que o Atlético levasse gol nesta noite, no Independência.

Atlético 2 x 0 Libertad-PAR

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero (Rafael Moura), Maicosuel (Adilson) e Robinho (Cazares); Fred. Técnico: Roger Machado

Libertad-PAR: Muñoz; Benítez, Luis Cardozo, Alcaraz e Candía; Giménez (Bareiro), Aquino, Ramírez (Cañete), Ángel Lucena e Medina; Salcedo. Técnico: Fernando Jubero

Motivo: 4ª rodada – Grupo 6 da Copa Libertadores
Data: 26 de abril de 2017, quarta-feira, às 19h30
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Robinho (26’/2º), Cazares (43’/2º)

Cartão Amarelo: Sergio Aquino, Muñoz (Libertad); Rafael Carioca, Fred (Atlético)

Árbitro: Wilson Lamouroux (COL)
Auxiliares: Eduardo Diaz (COL) e John Alexander Leon (COL)

Público: 18.838
Renda: R$ 1.226.125,00

Itatiaia

Nenhum comentário